• Home
  • Conteúdo.
  • Ibovespa na semana: PIB do Brasil e dados de emprego nos EUA são foco do mercado

Ibovespa na semana: PIB do Brasil e dados de emprego nos EUA são foco do mercado

30 de agosto de 2021 ÍndicesMercados Básico

  • SVN Invest
  • SVN Invest

    Editor

Ibovespa na semana: PIB do Brasil e dados de emprego nos EUA são foco do mercado

Alessandra Taraborelli–

Agosto está terminando, mas as turbulências e as incertezas que trouxeram bastante volatilidade para o mercado brasileiro ao longo do mês não devem ir embora. Pelo contrário, o clima tenso deve continuar denominando o humor dos investidores, principalmente, no que se refere às questões fiscal e de inflação. Além disso, o aumento da conta de luz e a questão da crise hídrica adicionaram mais uma “pitada de tensão” às incertezas. Tudo isso, sem esquecer o imbróglio político vindo de Brasília. 

O calendário econômico será bastante agitado esta semana. Nesta segunda-feira, será divulgada a inflação medida pelo IGP-M, índice que baliza os preços dos aluguéis.  Na quarta-feira (01), o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgará o Produto Interno Bruto (PIB) referente ao segundo trimestre do ano. O PIB é a soma de todos os bens e serviços produzidos no país e serve para medir o ritmo de crescimento da economia de um país. No primeiro trimestre do ano, o PIB apresentou alta de 1,2% ante o último trimestre de 2020. 

Levantamento realizado pelo jornal Valor Econômico junto a 61 instituições financeiras mostra que as estimativas para o índice variam de queda de 0,3% a alta de 0,8%. A mediana das projeções ficou em 0,2%. Essa estabilidade reflete a falta de uniformidade entre os setores. Enquanto indústria e agropecuária têm desempenho mais fraco, o setor de serviços apresenta performance mais positiva, refletindo a abertura dos negócios com a flexibilização da quarentena. Para o ano, a expectativa é de alta de 5,3% do PIB. 

No ano passado, devido à pandemia do Covid-19, que paralisou totalmente ou parcialmente diversas atividades econômicas, o PIB apresentou queda de 4,1%. Esse foi o maior recuo anual desde o início da série histórica, em 1996. 

Na terça-feira (31), serão conhecidos dados de emprego medidos pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) de junho e a Pnad trimestral. No mês anterior, a taxa ficou em 14,6% e foi a segunda maior taxa de desemprego da série histórica, iniciada em 2012. 

Na quinta (02), é a vez de conhecer o resultado da produção industrial de julho. Pesquisa realizada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) mostra que a produção industrial cresceu pelo terceiro mês seguido. O índice apresentou evolução de 1,7 ponto em julho ante junho, e fechou em 53,7 pontos, acima da linha de 50 pontos, que indica aumento da produção. De acordo com o levantamento, o emprego também segue em alta. 

No exterior, os dados de emprego dos Estados Unidos são o foco de atenção dos investidores. Na quarta-feira, a ADP divulgará os números de geração de vagas do setor privado, e, na sexta-feira (03), será a vez de conhecer o resultado do Payroll – principal indicador de emprego norte-americano, ambos referentes a agosto. 

O Payroll, divulgado mensalmente pelo Bureau of Labor Statistics, agência governamental responsável pelo levantamento de dados e divulgação de informações sobre o mercado de trabalho nos EUA, influencia o comportamento de todos os mercados financeiros no mundo. Isso porque, além dos EUA ser a principal economia no mundo, os dados mostram quais setores estão gerando mais empregos, portanto, crescendo, e, essa informação acaba servindo como base  para projeções sobre quais empresas devem apresentar melhor desempenho, o que contribui para as estratégias dos investidores. 

Retrospectiva: Jerome Powell anima ao dizer que alta do juros vai demorar

A tão esperada fala do presidente do Federal Reserve (Fed, banco central norte-americano), durante o simpósio de Jackson Hole, na sexta-feira (27), confirmou o que o mercado esperava. Jerome Powell disse que a economia e o mercado de trabalho estão se recuperando, o que permite à instituição começar a considerar a redução de estímulos à economia do país. No entanto, ele não precisou uma data, disse apenas que o movimento deve começar até o final deste ano. 

Ele disse ainda que não há pressa em elevar a taxa de juros,  que está entre 0% a -0,25% , pois há um longo caminho a ser percorrido antes do início desse movimento.  O Fed reduziu sua taxa de juros para os atuais níveis em março do ano passado, quando a pandemia do Covid-19 impactou a economia. A estratégia procurou estimular a economia e acelerar as respostas do país à pandemia.

O presidente do Fed ressaltou a preocupação com o avanço da variante Delta do coronavírus, que vem preocupando o mundo, mas enfatizou que a economia segue crescendo e que vai continuar acompanhando os impactos da cepa na economia antes de tomar qualquer decisão.

Essas informações, junto com a divulgação, no mesmo dia, do índice de inflação PCE (despesas de consumo pessoal, na sigla em inglês), que apresentou alta de 0,4% em julho, animaram os investidores em Nova York. A Bolsa brasileira seguiu o movimento lá de fora e encerrou a sexta-feira em alta de 1,65%, aos 120.677 pontos. Na semana, o índice acumulou valorização de 2,22%. No mês, o Ibovespa ainda registra queda de 0,92%, mas no ano sobe 1,39%. 

O dólar também refletiu o bom humor externo e fechou o dia com queda de 1,17%, valendo R$ 5,19, menor valor desde 4 de agosto, quando ficou em R$ 5,18.  Na semana, a moeda acumulou queda de 3,52% e no mês, perda de 0,28%. 

Internamente, no entanto, as tensões política e fiscal não deram folga e continuam influenciando negativamente os negócios. As discussões em torno dos precatórios e do auxílio Brasil, que vem pressionando os mercados há algumas semanas, seguem sem definição e o mercado aguarda com cautela alguma solução sobre os temas. 

Além disso, o aumento da tarifa de energia elétrica e a crise hídrica também centraram a atenção do mercado.  A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou um reajuste na bandeira tarifária para setembro, que passa de R $9,49 a cada 100 KWH para R$ 14. O governo mostrou preocupação com a crise hídrica, aconselhando a população a economizar energia, mas garantiu que, por enquanto, não cogita o racionamento.

O aumento da energia elétrica e a necessidade de redução do consumo de energia, para não haver a falta de energia, preocupam, pois podem puxar a inflação para cima e frear o avanço da atividade econômica. Vale lembrar que o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), uma prévia da inflação oficial do país, divulgado na quarta-feira (25), apresentou alta de 0,89% em agosto, ante 0,72% registrado em julho. Esse foi o maior resultado para um mês de agosto desde 2002, quando o índice atingiu 1%. No ano, o IPCA-15 acumula alta de 5,81%, acima da meta do governo para inflação deste ano, de 5,25%. 

Agenda de indicadores: 

Confira os principais eventos que devem centrar a atenção do investidor:

DataPaísIndicador
30/08/2021BrasilFGV: IGP-M (ago)
30/08/2021BrasilFGV: Sondagem de Serviços (ago)
30/08/2021BrasilFGV: Sondagem do comércio (ago)
30/08/2021BrasilBCB: Relatório Focus (semanal)
30/08/2021BrasilTesouro: Resultado primário do Governo Central (jul)
31/08/2021BrasilIBGE: PNAD Contínua (jun)
31/08/2021BrasilIBGE: Pnad Contínua trimestral (2° tri)
31/08/2021BrasilBCB: Nota à Imprensa – Política Fiscal (jul)
31/08/2021EUAConfiança do consumidor – Conference Board (ago)
01/09/2021BrasilFGV: IPC-S (semanal)
01/09/2021BrasilIBGE: PIB (2° tri.)
01/09/2021BrasilMarkit: Índice PMI da indústria de transformação (ago)
01/09/2021BrasilBCB: Índice Commodities Brasil (IC-Br) (ago)
01/09/2021BrasilBCB: Fluxo Cambial (semanal)
01/09/2021BrasilSecex: Balança comercial mensal (ago)
01/09/2021EUAGeração de vagas de trabalho – pesquisa ADP (ago)
01/09/2021EUAÍndice ISM da indústria de transformação (ago)
02/09/2021BrasilFIPE: IPC (mensal) (ago)
02/09/2021BrasilIBGE: Pesquisa Industrial Mensal (jul)
02/09/2021BrasilFenabrave: Emplacamentos de veículos (ago)
02/09/2021EUAEUA: Pedidos de auxílio desemprego (semanal)
03/09/2021BrasilMarkit: Índice PMI composto (ago)
03/09/2021BrasilMarkit: Índice PMI do setor de serviços (ago)
03/09/2021EUAVariação na folha de pagamentos (ago)
03/09/2021EUAPayroll – taxa de desemprego (ago)
03/09/2021EUAÍndice ISM do setor de serviços (ago)
Fonte: E-investidor