Como o CDI impacta os investimentos?

17 de janeiro de 2022 ÍndicesInvestimentos Básico

  • SVN Invest
  • SVN Invest

    Editor

Como o CDI impacta os investimentos?

Boris Bellini* —

CDI (Certificado de Depósito Interbancário) é um tipo de empréstimo que os bancos fazem uns aos outros. O termo também se refere à taxa baseada na média dos juros cobrados nessas transações.

Para entender o processo, primeiro, é preciso saber que o Banco Central (BC) determina que nenhum banco pode fechar um dia com saldo negativo. Exemplo: se o número de saques em uma data for maior que o de depósitos, a instituição ficará no vermelho. Para reverter a situação, existem os empréstimos interbancários. São operações que costumam ter prazos extremamente curtos, geralmente de um dia.

Os empréstimos são acompanhados pela B3, que calcula a média dos juros cobrados diariamente. Ela é divulgada como taxa DI – ou taxa do CDI. Além de ser anunciada todos os dias, também são publicados o acumulado de cada mês e o anual.

Apesar do CDI não ser disponibilizado ao público em geral, os juros cobrados nas operações refletem em investimentos para pessoa física, principalmente na renda fixa.

Como o CDI afeta os investimentos?

A taxa DI costuma ser referência para o retorno de investimentos como CDB, LCI, debênture, CRI e CRA. Então, se um título de renda fixa é oferecido com retorno de 110% do CDI, os ganhos do investidor serão a média do CDI no período + 10%. Se a taxa fechar o ano em 7%, o título pagará 7,7%.

Qual a relação do CDI com a Selic? 

A Selic é considerada a taxa básica de juros da economia e costuma ser referência para o retorno de alguns dos títulos oferecidos pelo tesouro direto.

A cada 45 dias, o Copom (Comitê de Política Monetária) do Banco Central define uma meta para a Selic e a taxa DI costuma ficar próxima a ela. Se o CDI render muito abaixo da Selic, os bancos podem optar por emprestar ao governo, não uns aos outros. Se ele sobe muito além da taxa básica de juros, a União pode ter dificuldade de atrair os investimentos dos quais necessita.

A mesa de renda fixa da SVN conta com profissionais qualificados para aconselhar as melhores estratégias de acordo com o perfil e os objetivos de cada investidor. Entre em contato com um de nossos assessores.

*Sob supervisão de Priscilla Arroyo