Amor de pai: a herança vai muito além do patrimônio

04 de agosto de 2021 Dia dos Pais Básico

  • SVN Invest
  • SVN Invest

    Editor

Amor de pai: a herança vai muito além do patrimônio

Priscilla Arroyo

Não é segredo que o papel dos homens na sociedade passa por uma importante transformação. Durante todo o século XX, a construção social dos indivíduos do sexo masculino foi forjada com base em um grupo de regras que determinaram o papel do pai no ambiente familiar como “provedor”,  “chefe de família”. Isso os colocava em uma posição de autoridade. Para manter esse padrão, quase nunca demonstravam afeto aos filhos ou à companheira. 

Ao longo dos últimos anos, à medida que as mulheres conquistam cada vez mais espaço no mercado de trabalho, as responsabilidades entre homens e mulheres no ambiente familiar tendem a se igualar. Neste processo, o antigo comportamento autoritário dos pais – discutido dentro do conceito de “masculinidade tóxica” – se dissipa gradativamente. Ao estarem mais presentes em tarefas ligadas aos cuidados dos filhos, eles são convidados a lidarem com a afetividade.

Na prática, os pais passam a entender que não precisam ser responsáveis sozinhos pelo sustento financeiro da família, que podem – e devem – dizer “eu te amo” para os filhos, que podem – e devem – chorar se tiverem vontade. E isso não os fará mais frágeis. Pelo contrário, ao demonstrar afetividade, a relação com os pequenos passa a evoluir de maneira leve, e os filhos desta geração já crescem quebrando padrões, livres dessa visão do “pai como provedor”, que endureceu tanto as relações familiares.  

Valores permanecem

A sociedade evolui, as relações também. Mas os valores passados ao longo das gerações nas famílias se mantém, mesmo que isso seja feito de maneira mais leve, amorosa – e com atualizações. Ensinamentos resumidos nas palavras respeito, honestidade, lealdade, fraternidade, compaixão – entre outras – são o maior legado que um pai deixa na vida de um filho. Muito mais do que bens materiais.

Essa é a história de Rodrigo Zauner, assessor de investimentos da SVN, eleito em 2020 como o melhor assessor do Brasil. “Meus pais me deram educação e me ensinaram que os valores aprendidos são a principal contribuição na minha vida”, conta. “O mais importante é deixar valor com sucessão”. Em sua avaliação, esse é um importante fator que baseia a evolução das pessoas e da sociedade. 

Novas gerações

Pai de primeira viagem há cinco anos, desde o nascimento de Luca, Zauner comenta sobre o desafio de interferir na vida de uma pessoa ao contribuir de maneira direta na formação da personalidade. “É muita responsabilidade”, afirma. Ele se apoia nos ensinamentos do pai para enfrentar essa missão.  

“Meu avô era austríaco, e meu pai foi criado com uma rigidez muito grande, que foi passada para mim”, conta. “Como fui militar durante oito anos, tenho uma tendência de lidar dessa maneira mais rígida com o meu filho, mas também priorizo o afeto. Estou sempre me questionando sobre as minhas atitudes. A minha meta é evoluir junto com ele”. 

Uma das maneiras de refletir sobre o meu papel de pai é levar a questão para a terapia. “Tento entender se estou errando ou acertando, busco o equilíbrio. Mantenho a disciplina como foco, mas estou longe de ser um carrasco”, diz “Sei que estou no caminho certo quando chego em casa e o meu filho quer dormir comigo”. 

Sucessão familiar

Não é só no campo afetivo que as relações entre pais e filhos passam por uma mutação. Quando o tema é patrimônio, a sociedade observa que cada vez mais os pais endinheirados preferem deixar a maior parte do patrimônio para a caridade como maneira de ensinar o valor do dinheiro aos filhos. 

Bill Gates é um exemplo. Considerado a quarta pessoa mais rica do mundo, com uma fortuna estimada em US$ 126,2 bilhões, o fundador da Microsoft declarou que vai deixar uma “porção minúscula” de sua fortuna aos filhos, Rory, Phoebe e Jennifer. O executivo justifica a atitude como uma maneira de incentivar “eles a encontrarem seus próprios caminhos”.

Não se trata de uma história isolada. Em 1977, quando o filho mais novo de Warren Buffet – um dos maiores investidores do mundo -, Peter, completou 19 anos, ele foi contemplado com uma pequena herança de US $90 mil convertida em ações da holding Berkshire Hathaway. 

Ao receber a quantia, foi avisado que não teria acesso a muito mais que isso. Peter decidiu vender as ações para se dedicar a sua carreira de músico. Ao longo das últimas décadas, compôs 16 álbuns, com destaque para a trilha de 500 Nações, documentário sobre a história dos índios americanos que venceu o Emmy.

Ele não só reconhece a atitude de apoio do pai para buscar os seus próprios objetivos na vida, como agora passa esse conhecimento para o mundo. Autor do livro “Life Is What You Make It: Find Your Own Path to Fulfillment” (ou A Vida é o que você faz: encontre seu próprio caminho para a realização, em tradução livre) Peter transformou os ensinamentos também em uma palestra musicada na qual explica o impacto do raciocínio do seu pai em optar por não dar aos filhos uma vantagem financeira “infinita”, o que considera como um ensinamento “de valor” para que cada pessoa possa definir seu próprio caminho.

Essas são histórias de pessoas que figuram na lista das maiores fortunas do mundo. Mas cada família encontra a sua maneira particular de lidar com a sucessão – que pode ser planejada e aconselhada para acontecer de maneira natural e assertiva. 

Trata-se de um tema com inúmeras nuances, e elegível de ser abordado sob diversos pontos de vista. Há muitas ferramentas que podem ser usadas para organizar e diminuir custos do processo. Algumas delas serão abordadas durante o evento organizado pela SVN “Planejamento e blindagem patrimonial”. O encontro está marcado para o dia 11 de agosto (quarta-feira) às 18h30 e terá a participação Virgínia Benetti, sócia da SVN, responsável pelas áreas de Private e Produtos e Gabriel Campoy, do time de  Wealth Planning da XP Private. 

Essa é mais uma iniciativa da SVN para apoiar a gestão do patrimônio em todos os momentos – inclusive no processo de sucessão.

A SVN deseja um Feliz dia dos Pais!