• Home
  • Conteúdo.
  • Qual a diferença entra ações Ordinárias, Preferenciais e Units?

Qual a diferença entra ações Ordinárias, Preferenciais e Units?

28 de outubro de 2021 Bolsa de valoresInvestimentos Básico

  • SVN Invest
  • SVN Invest

    Editor

Qual a diferença entra ações Ordinárias, Preferenciais e Units?

Boris Bellini —

Quando o investidor decide investir na Bolsa de Valores, ele se depara com a seguinte situação: muitas empresas comercializam dois tipos de papéis, ON e PN. Então, além dos cuidados necessários para adquirir bons ativos, é preciso escolher entre as categorias de ações. Além disso, também existem as units. A seguir, explicamos as características de cada uma dessas três classes de ativos.

O que é uma ação?

Para entender exatamente as diferenças, é importante ter em mente, de maneira clara, o que são ações. Quando uma empresa busca investimentos, ela pode abrir parte de seu capital para o público. Para isso, as participações na companhia são divididas em ações – ou papéis, como também são conhecidas.

Por tanto, ação é a menor parte do capital de uma empresa.

Trata-se de investimento em renda variável, e existem diferentes estratégias e interesses para a sua realização. De acordo com o que cada pessoa procura, ela pode ter mais interesse em cada uma das classes – ON, PN e Units. Vamos entender a seguir a dinâmica de cada uma delas. 

Características de cada tipo de ação:

Ordinárias (ON)Garantem direito a voto em assembleiasNão têm preferência no recebimento de dividendos; recebem lucros após as preferenciais 
Preferenciais (PN)Não oferecem direito a voto em assembleiaRecebem os lucros primeiro
UnitsDireito garantido proporcionalmente a quantidade de açõesAs ações PN do pacote recebem proventos primeiro

Ações Ordinárias (ON)

O investidor que possui ações ordinárias tem direito a votar nas assembleias da empresa. Isso significa que, ao adquiri-las, é possível participar de decisões sobre o rumo da companhia.

O voto de cada acionista tem um peso específico definido pela quantidade de ações que a pessoa detém. Dessa forma, pequenos investidores têm pouca influência em relação aos grandes.

Ao adquirir ações ordinárias, o investidor se torna sócio da empresa com direito a voto, mas não fica responsável por outras questões, como dívidas da companhia.

Uma característica importante desse tipo de ação é contar com o tag along. Trata-se de um mecanismo para proteção dos investidores minoritários em caso de mudança no controle da empresa. 

Funciona assim: de acordo com a Lei das Sociedades Anônimas, a companhia que adquire a parte do bloco controlador é obrigada a realizar uma oferta aos minoritários. O valor oferecido deve ser, no mínimo, 80% do que foi pago pelas ações do grupo majoritário.

As ações ordinárias são identificadas com código formado por quatro letras e o número 3 no final. Por exemplo, os papéis ON do Banco Itaú são negociados como ITUB3.

Ações Preferenciais (PN)

Quando o investidor compra ações preferenciais (PN), ele não tem direito a voto nas assembleias da empresa. Porém, quando forem distribuídos lucros, ele terá preferência em relação aos portadores de ações ordinárias. Além disso, se a empresa for encerrada por algum motivo, as PN também oferecem maior chance de recuperar parte do investimento.

Outra característica que costuma ser comum a ações preferenciais é a liquidez. Geralmente, é mais fácil negociar papéis PN no pregão da B3, do que ON. Além disso, apesar dessas ações não contarem com a obrigação do tag along, há empresas que estendem direito a elas.

Os códigos das ações preferenciais são formados por quatro letras seguidas pelo número 4. Ações PN da Petrobras, por exemplo, são identificadas como PETR4. 

O que são Units?

Units não são um tipo de ação específico, mas pacotes que unem papéis ordinários e preferenciais. Atualmente, a composição mais comum desses ativos é uma ação ON com duas ações PN. Há casos que chegam a quatro preferenciais, mantendo apenas uma ordinária.

Ao adquirir units, o investidor costuma contar com os benefícios das duas classes de ação – preferência no recebimento de proventos e direito a voto. Esses ativos são negociados no pregão da B3 junto aos demais papéis. Seus códigos são compostos por quatro letras seguidas pelo número 11. Exemplo: SANB11 para units do Santander.

É importante ter atenção: ETFs e Fundos de Investimento Imobiliário (FIIs) também podem seguir o formato de quatro letras com o número 11 no final.

O investimento em units ainda não tem muita escala no Brasil. Em outubro de 2021, figuravam na B3 apenas 13 ativos desse tipo disponíveis para negociação.

A SVN conta com uma mesa de renda variável com especialistas aptos para indicar as melhores opções de investimento de acordo com cada perfil. Entre em contato com um de nossos assessores.